Thursday, April 21, 2005

CÉLULAS TRONCO EMBRIONÁRIA


“Antônio Carlos Campos de Carvalho” publicou que as células tronco é promessa para a medicina do futuro. Que o ano de 2005 está apenas começando, mas o estudo e a utilização de células tronco continuam sendo uma das grandes polêmicas no campo da bioética.
Pesquisas com células tronco avançam na busca de tratamentos para muitas doenças que afetam milhões de pessoas.
Todo organismo pluricelular é composto por diferentes tipos de células. Todo os 200 tipos celulares distintos encontrados entre as cerca de 75 trilhões de células existentes em um homem adulto derivam das células precursoras denominadas células mãe. São células mestras que têm a capacidade de se transformarem em outros tipos de células, incluindo as do cérebro, coração, ossos, músculos e pele.
O processo de geração de células especializadas – do sangue, dos ossos, dos músculos, do sistema nervoso e de outros órgãos e tecidos humanos é controlado pelos genes especifico na célula tronco, mas os pesquisadores ainda não dominam todos os fatores envolvidos no processo.
É fundamental que as pesquisas com células tronco embrionárias e células tronco adultas continuem a ser feitas para que possamos ter respostas para perguntas como:

- Qual o melhor tipo de células tronco para ser usada em cada doença degenerativa?

- Qual a melhor via de introdução destas células?

- Por Quanto tempo duram os efeitos benéficos das terapias com células tronco?

- Será necessário e possível repetir-se os procedimentos de injeção de células tronco no mesmo paciente?

Ter uma legislação permitindo o uso de células tronco embrionária humanas em pesquisa é de fundamental importância.


Transplante de Células Tronco
Perspectiva de Torã


Apresentação na terceira conferência internacional de Torã e ciência em Miami a 16/12/1999.


O que são Células tronco?

Depois que um óvulo é fertilizado, começa a se dividir. Quando chega ao estágio de ter 140 células, há umas poucas células no meio da bola que ficam penduradas, como um pequeno candelabro. Estas são as células tronco. São pluripotenciais.
Pegue uma célula tronco e implante-a num coração que ela se tornará uma célula do coração.
Coloque num fígado e ela se transformará em uma célula do fígado.
Ponha-a em um cérebro e ela se tornará uma célula cerebral.
Uma célula tronco cerebral pode tornar-se uma célula do sangue para alguém que tenha um problema na medula óssea.
Células tronco da córnea podem fazer crescer novas córneas em pessoas que não puderam receber um transplante de córnea com sucesso. Células tronco podem tornar-se células musculares.
As células pluripotenciais podem ser implantadas em um órgão e amadurecer como células do órgão hospedeiro.As células tronco pluripotenciais ou totipotentes só são encontradas nos embriões.
As células totipotentes são aquelas presentes nas primeiras fases da divisão quando o embrião tem até 16-32 células (até 03 ou 04 dias de vida).
As células pluripotentes ou multipotentes surgem quando o embrião atinge a fase de blastocisto, de 32-64 células, a partir aproximadamente do 5° dia de vida.
As células internas do blastocisto são pluripotentes enquanto as células da membrana externa do blastocisto destinam-se a produzir a placenta e as membranas embrionárias.
A uma ordem ou comando que determina durante o desenvolvimento do embrião humano, que uma célula tronco pluripotente se diferencia em tecido específico como fígado, osso, rim, sangue, etc, é objeto de inúmeras pesquisas.
Existem substâncias ou fatores de diferenciação que quando colocados em culturas de células tronco “in vitro” (isto é, cultivadas em laboratório) determinam que elas se diferenciam em outro tecido.
Já foi provado que a célula tronco embrionária em contato com um tecido diferenciado transformou-se naquele tecido.
A célula tronco embrionária tem o potencial de formar os tecidos humanos.
Elas podem ser tiradas de:
Embriões excedentes que são descartados em clinica de fertilização por não terem qualidade para implantação ou por terem sido congelados por muito tempo.


Pela técnica de clonagem terapêutica

Quanto às células tronco obtidas de medula óssea, ou de sangue de cordão umbilical, chamadas de células adultas é objeto de estudo quanto a sua diferenciação em vários tecidos.


Condenada pela Igreja

Nós sabemos pela história antiga, medieval, moderna e contemporânea que a Igreja ao longo de sua existência tem cometido os mais variados e graves erros e está prestes a cometer mais um se continuar contrapondo ao estudo, pesquisa e terapia com a células tronco embrionárias.
Milhões de pessoas morrerão por não poderem usar os recursos das células tronco embrionárias.
Mas o que importa mais alguns milhões de mortos por doenças classificadas como incuráveis, que atualmente não o são, impostas por igrejas que mataram em nome de Deus nas Guerras Santas, na Santa Inquisição, na noite de São Bartolomeu, nas cruzadas, chegando a queimar em praças públicas as pessoas condenadas em processos, distorcidos, falaciosos, com objetivos escusos. Tudo isso pelo uso desviado do poder e pela ignorância, sinônimo de falta de conhecimento.
No abismo de Dante e de André Luis existem mais religiosos destas igrejas do que ateus, porque a quem muito foi dado, muito será cobrado. As religiões que se opõem ao uso do embrião “in vitro” alegando haver vida nele, sem especificar qual, carregarão na sua história eivada de erros mais a ignorância, a falta de caridade e o desamor conforme diz Paulo, I Coríntios, capitulo 13:
Diz Paulo: “Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, nada serei. Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos se não tiver amor serei como bronze que soa ou como címbalo que retine. O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece. O amor não se alegra com injustiça, mas regozija-se com a verdade. O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.
Sabe porque?
Porque a vida animal de um embrião se completa no útero materno com a vida espiritual. O espírito ajuda o físico, através do perispírito, a moldar o ser.
Os Construtores do universo, trabalhadores de Deus, técnicos espirituais inteligentíssimos, capazes, não acoplam o espírito miniaturizado no embrião fertilizado “in vitro” para dar-lhe a alma ou a vida espiritual.
O acoplamento culposo ou doloso seria das duas, uma: ignorância ou intencionalidade, fruto de uma perseguição odiosa ao espírito reencarnante. Isto não acontece porque este trabalho é dos co-criadores de Deus.
É uma questão de conhecimento científico e de amor.
Segundo os kardecistas do planeta terra existem dois tipos de vida que se interpenetram necessitando uma da outra para sobreviverem e viverem.
Existe a vida animal e a vida espiritual. A vida animal é do embrião cuja fecundação pode ser feita “in vitro” conforme se vê no livro dos espíritos de Allan Kardec nas questões 134 a 136.
Somente após a instalação do embrião no útero materno é que o espírito miniaturizado é levado para penetrar o santuário maternal dando seqüência às suas reencarnações.
O homem através dos séculos de pluriexistências em que o corpo físico é o instrumento de trabalho do espírito, dá a este a oportunidade de se submeter à prova e mostrar o que aprendeu anteriormente, para se aperfeiçoar dia a dia, séculos a séculos na busca da máxima dita por Jesus: sêde perfeito como vosso pai é perfeito.
O futuro espírito, criado por Deus, num ato de amor é a mônada celeste, simples e ignorante, para seguir a sua romagem.
Se Deus, como querem algumas religiões sem razão filosófica inabalável cria a alma na hora da concepção, d.v., vocês elegeram desrespeitosamente o Ser Supremo dos Universos como secretário particular gratuito e eterno da humanidade.
Enquanto Deus trabalha incansavelmente os filhos salvos segundo as religiões incompletas de fé não raciocinadas, tem o descanso eterno.
Eu pergunto:
Isto é descanso ou é castigo?
O pai trabalha eternamente e o filho descansa eternamente.
Para variar, de vez em quando, d.v. ele manda alguns magotes para o inferno. Não será isto uma deficiência na Suprema Sabedoria de Deus?Ele cria o filho. Ele sai da linha e faz tudo errado.
Deus então o manda para o inferno.
Defeito da criação.
Mas e a Suprema Perfeição de Deus?
Ele manda mesmo ou muitos vão pela sua própria consciência?
Eles se mandam, para o inferno.
Eu faço outra pergunta:
Porque alguns nascem em berço de ouro, vivendo em casas luxuosas se alimentando dignamente, enquanto outros nascem doentes, portadores de oligofrenia e outras doenças, dormindo em camas de palhas úmidas, infectas de vírus e outras doenças que estão a espreita.
Mas Deus tem Suprema Sabedoria, Suprema justiça e outras tantas Supremacias que o impediria de errar.
Ele jamais impediria o uso das células tronco embrionárias para castigar o seu filho. Ele não se ofende diante dos nossos pecados, ele tem pena de todos nós, ele é amor e quem ama, ama, não perdoa porque não se ofende e nem castiga. Contudo o papel de carrasco exercido pelos “pseudodonos da verdade” é de sua responsabilidade individual e coletiva. O desamor que eles praticaram pela irresponsabilidade ficará registrado em suas consciências constituindo no presente o seu karma para o pagamento no futuro. Eles prejudicam o seu irmão porque não tem amor, nem caridade e nem responsabilidade.
Toda decisão a ser tomada deve ser estudada, analisada, antes de qualquer iniciativa.
A instituição religiosa que sem nenhum fundamento racional refuga a reencarnação e se funda no prêmio da ociosidade ou castigo eterno, é uma religião equivocada.
Não fazer nada, a título de prêmio, enquanto o seu irmão no plano terrestre ou espiritual sofre, é um prêmio injusto, pois o trabalho é um direito, uma obrigação e evolui o ser, e não há nada mais cansativo do que o descanso eterno.
Os construtores do universo, espíritos de alto saber e bondade, unidos nas suas especialidades, por determinação divina constroem os astros, não no estalar de um dedo, mas usando o pensamento, o magnetismo e outras forças por nós desconhecidas juntando as poeiras cósmicas, aglutinando as massas soltas, diminuindo os espaços interatômicos com base na evidência de que E=M.C².


ABORTO


Segundo o dicionário de Aurélio.

O aborto é o ato ou efeito de abortar, é expulsar o embrião ou feto do útero antes do tempo.
É ação ou efeito de abortar, interrupção de uma gravidez.

Concepção

É o ato ou efeito de conceber. Ação ou efeito de gerar ou ser gerado um ser vivo, em conseqüência de fusão do espermatozóide com o óvulo.
A concepção “in vitro”, ou seja, o encontro do espermatozóide com o óvulo, se faz fora do organismo materno, com interferência de um especialista, com implantação posterior do embrião no útero para ser gestado.

Gestação

Gestação é tempo de desenvolvimento do embrião no útero, até o nascimento. Gravidez.

Gestante é a mulher em período de gravidez...


Fecundação

Fecundação é o ato ou efeito de fecundar, fertilizar.


Segundo o Código Penal

Art. 124 – provocar aborto em si mesmo ou consentir que outrem-lho provoquem.
Pena: Detenção de 01 a 03 anos.

Jurisprudência do aborto

É necessário a prova da gravidez da mulher (TJSP, RC 132244, RT 5051/332; HC 127713, RT489/309, RC 125888; RT 486.298).
É necessário a prova de que o feto tinha a vida (TJSP, RC 123619, RT503/326).

Segundo Allan Kardec

Livro dos Espíritos

Questão 357 – Quais são para o espírito, as conseqüências do aborto?
Resposta – É uma existência nula a recomeçar.

Questão 358 – O abortamento voluntário é um crime, qualquer que seja a época da concepção?

Resposta – Existe sempre crime quando transgredis a lei de Deus. A mãe ou qualquer pessoa cometerá sempre crime, tirando à criança antes de nascer por que está impedindo à alma, de suportar as provas das quais o corpo deveria ser o instrumento.

Principio da Representatividade

O estudo, a pesquisa, as verbas públicas e particulares necessárias para o avanço da célula tronco embrionária para a cura de bilhões de doenças, atualmente denominadas incuráveis, terá infalivelmente que continuar com autorizações cada vez maiores sem ofender a vida. Felizmente a compreensão e a capacidade de entendimento de nossos representantes na Câmara dos Deputados Federais e alto sentimento de caridade e amor ao próximo, fez com que eles descem o primeiro passo aprovando a lei que autoriza a pesquisa com as células tronco embrionárias com mais de 03 anos de congelamento. Contudo uma minoria, a serviço da igreja, votou contra por subserviência ou não compreensão da extensão dos benefícios gerais que envolvem o processo da célula tronco embrionária ou, desconhecimento do momento que começa a vida espiritual do óvulo fecundado ou zigoto.
Pelo princípio da representatividade, sabemos que diante de qualquer emperramento irresponsável, teremos que conclamar o povo para pedir ao país um plebiscito sobre o assunto, porque o cidadão abre mão de seu direito outorgando a representatividade para que o seu representante a use de conformidade com a vontade da maioria.
O convite que o momento atual humano nos faz é o de unirmo-nos.União global de pessoas nas propostas de pensamentos serão realidade sem servilismo ou falsa humildade e nos convida a ter coragem de saber unir e desmascarar qualquer comando com segundas intenções.
Ao homem de hoje não cabe a imposição de normas religiosas, mistérios que exige do seguidor o aceite e a obediência cega e outras conotações com impeditivos de raciocino.
Ele precisa mais do altruísmo de seu próximo e da solidariedade do que de normas.
A fé tem que ser raciocinada calcada fortemente na verdade comprovada.
Na voragem dos pensamentos haverá necessidade de tormentos e tornados d´alma para que possamos mergulhar fundo na síntese do conhecimento da vida e não ficarmos tão somente na análise periférica aceitando os falsos lideres que inevitavelmente não nos deixarão sequer chegar perto da área de evolução.


Conclusão:

Sob o aspecto da lei

Para se falar em aborto é necessário, “a priori” de um útero humano e existir nele um ovo ou zigoto, com vida.
O embrião ou óvulo fecundado pelo espermatozóide in “vitro” ao ser usado não se comete aborto porque a Jurisprudência diz que é necessário à prova de gravidez da mulher e o “vitro” não é útero humano.
Então o embrião, como produto da fertilização do óvulo “in vitro” pode ser usado, para fins de pesquisa e de cura de doenças sem se cometer crime algum.


Sob o aspecto da Igreja

O uso do embrião, fertilizado “in vitro” realmente possui vida, e vida em abundância, mas somente vida animal.
A vida espiritual ou o espírito lhe é acrescentado quando o embrião já estiver no útero humano iniciando a sua gestação.
Ao usá-lo não se destrói a vida espiritual e tão somente a vida animal para um fim nobre de curar doenças antes denominadas incuráveis.
Quantos óvulos e espermatozóides se perdem, no planeta terra a cada segundo e Igreja nenhuma aborda esse assunto e não se opõe.


Sob o aspecto dos kardecistas

O livro Missionário da Luz de Chico Xavier no cap. XIII descreve em minúcias a junção do óvulo mais o espermatozóide e em seguida a união deste embrião já no útero ao corpo espiritual magneticamente miniaturizado pelos construtores de Deus que acompanham todo o processo, deixando de ver, tão somente a conjunção carnal efetivada em quatro paredes.
As coisas não acontecem por milagres como querem muitas pessoas e igrejas por conveniências múltiplas e comodismos.
As soluções surgem pelas pesquisas sérias, pelo trabalho, pelo uso da ciência, e das forças magnéticas e outras oriundas dos espíritos puros no seu trabalho como construtores no reino de Deus.

Kardecistas Pessimistas
(Equivocados e ou com outros intuitos)

Como o homem não é perfeito, a doutrina Kardecista a qual professo também tem os seus “coveiros”.
Enquanto os cientistas da medicina procuram salvar vidas, alguns espíritas argumentam em sentido contrário alegando que se o indivíduo não merecer a cura a doença volta ou ele adquire uma outra implacável, pior do que a primeira.
Neste caso a emenda ficou pior do que o soneto.
Há quantos milênios o homem sofre dores na face da terra?
Os espíritas sabem que a grande maioria dos Kardecistas chegam aos centros doutrinários pela dor.
Quem não chega pelo amor, chega pela dor.
Mas as células tronco embrionárias têm uma finalidade só, acabar com o sofrimento provocado pela dor.
Ora, prejudicado o objeto da ação a atividade nele calcada perde futuros prosélitos que deveriam chegar pela dor.
Daí a razão de chefes doutrinários equivocados serem contra as células tronco embrionárias que há médio e longo prazo eliminarão da face da terra as doenças.
O homem morrerá de velhice ou de acidentes.
Mas a dor também é efeito da obsessão direta ou indireta produzida pelos espíritos recalcitrantes no mal que não perdoam os seus inimigos e os perseguem tanto no plano físico quanto no plano espiritual.
Contudo a Suprema Bondade Divina que ama os seus filhos tomou a decisão de beneficiar a quem merece e colocar á disposição o remédio amargo a quem dele necessita.
Quem ama, ama e não perdoa porque não se ofende e nem castiga.
É por isto mesmo que devidamente autorizados por Deus os cientistas penetraram os segredos das células tronco embrionárias no espaço terra e no tempo de agora.
Eu então volto a perguntar.
Há quantos milhares de anos o planeta sofre as dores das doenças e estagia na prova e expiação com um Umbral eivado de espíritos equivocados, recalcitrantes, vingativos e que nos impigem a obsessão trazendo - nos sofrimentos físicos e ou espirituais e conseqüentemente a dor.
A Suprema Sabedoria de Deus, a Suprema Bondade e a Suprema Justiça e outras tantas Supremacias é que determinam as medidas necessárias no tempo e no espaço.
Raciocinemos:
1° - O planeta Terra na atualidade, faz jus à posição de planeta em regeneração e já se encontra na transição segundo as mensagens recebidas.
2° - Como planeta regenerado a terra não terá dor, conseqüentemente não terá Umbral e o bem predominará sobre o mal.
3° - Para tanto é necessário à eliminação do sofrimento físico pelas doenças e isto se fará pelas células tronco embrionárias. .
4° - O momento é propício e próprio de um planeta em regeneração determinada pelo que emana da Inteligência Suprema de Deus.
5° - O Umbral da Terra será eliminado com seu esvaziamento, exilando para um planeta primitivo em transição para prova e expiação, os espíritos maus que se comprazem na dor.
6° - Já se tem notícias, via mensagens mediúnicas que irmãos nossos para o Planetão enviados estão no lugar exato para o seu aprimoramento moral e reforma íntima com muito sofrimento, devendo após o tempo necessário ajudar na melhoria do sistema usando de suas inteligências que lhes são próprias.

CONCLUSÃO

Com a perda do objeto (a dor), o homem evoluirá e terá inteligência aprimorada para entender uma nova doutrina que surgirá, mais completa, calcada nos ensinamentos Kardecistas e aproveitando na íntegra os ensinamentos eternos e imorredouros de Jesus.
Assim como os nossos dirigentes políticos serão escolhidos pelos espíritos puros de Deus, outros dirigentes também serão escolhidos.
É a paz, o trabalho, o amor, o bem, a alegria, a compreensão, a harmonia e a felicidade.
Aquele que não concordar com a vindoura mudança e ficar preconizando contra os desígnios de Deus novas doenças incuráveis a quem já foi curado, pode tomar uma carona no trem da dor e ir direto para o Planetão que lhe espera como um filho merecedor da usufruição daquela dificultosa primitividade em transição plena de sofrimentos e dores.
Lá terá as oportunidades até a chegada de um outro ser iluminado por Deus, espírito puro, um avatar para ali introduzir os ensinamentos, porque conforme diz a Bíblia Sagrada em seu Livro Eclesiastes, “tudo é repetição”.

Capítulo 3:15
“O que é já foi, e o que há de ser, também já foi;
Deus fará renovar-se o que se passou.”

Nós outros que temos muita fé em Deus não somos pessimistas.
Acreditamos em Suas Supremacias, pois a sua criação da monada celeste foi um ato de Suprema Inteligência e de Suprema Bondade e amor.


Síntese

Todo ser tem o direito de opinar, de lutar pelo seu direito, mas antes de fazê-lo deve estudar a questão para não cometer erros, principalmente quando milhões de pessoas dependem de sua decisão. É muita responsabilidade perante os homens e perante Deus e não podemos brincar com a vida dos seres. Esperançoso com o prosseguimento e sucesso do trabalho, felicito-lhes. Deus salve os profissionais das células tronco embrionária e adulta. Vida longa a eles sobre a terra.
Muito trabalho lhes espera e muitas orações lhes acompanham porque a saúde da humanidade está nas mãos de Deus e em suas mãos.
Já era tempo, não?

Observações: A parte científica deste trabalho foi pesquisado por Henyse Margareth Sabarense, na internet, pela resposta de Maiana Zatz onde colhemos informações desta professora Titular de Genética, Coordenadora do Centro de Estudo do Genoma Humano, Departamento de Biologia, Instituto de Biociência da Universidade de São Paulo. Antônio Carlos Campos de Carvalho, professor de Fisiologia e Biofísica da Universidade Federal do Rio de Janeiro e um dos Responsáveis pelo Instituto de Bioengenharia Tecidual do Instituto do Milênio. Júlio Carlos Voltarelli, Hemocentro Regional e Unidade de Transplante de Medula Óssea – HCFMRP – USP, Depto. Clinica Médica – Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – FMRP – USP - Dra. Shirley de Campos.



Wellington Sabarense
Bel. em Direito pela PUC/Minas Gerais.
Pós-graduação de Criminologia pela Academia de Polícia de MG
Contador
Contato p/Email : wellington.sabarense@gmail.com
Site: http://embrionarias.blogspot.com

Sunday, April 10, 2005

Em construção

Em construção